A nova lógica dos consumidores

A nova lógica dos consumidores

Que o consumidor com o mundo mais globalizado, antenado e completamente interligado por tecnologias e contato frequente se transformou nas últimas décadas pra cá não há dúvida.

 

Entretanto, que mudança exatamente ocorreu na lógica de consumo? Bom para entendermos melhor esse cenário vamos ver sobre novos ciclos e compreensão de produto, gastos e meios de concretização de venda e compra.

 

Para começar com um jeito prático, um exemplo interessante que pode ser colocado é o maior e mais importante evento do varejo no mundo, a National Retail Federation 2018 (NRF) trouxe como fio condutor das discussões da semana o novo consumidor – chamado ominiconsumidor – como centro da indústria varejista e responsável pelas transformações do segmento. O maior destaque consiste na mudança das relações de consumo e a necessidade latente de criar emoções e construir relacionamentos, por meio de uma comunicação cada vez mais personalizada e uniforme. 

 

A palavra da vez é o ominiconsumidor, portanto sua presença fez e faz transcender os limites entre o e-commerce e as lojas físicas e está exatamente aqui o ponto chave, uma revolução tecnológica invisível no front das lojas está acontecendo, mas não exatamente onde esperávamos. 

 

A comunicação é iniciada no funcionário/colaborador mas não termina no consumidor; ela é cíclica, retroalimentada pelos insights gerados nas experiências de consumo. E é nesse momento que o atendimento personalizado e rico em informação vira o herói da história – seja no ambiente digital ou físico.

Exemplo de sucesso

No mundo, a Decathlon opera com o modelo de autoatendimento com vendedores líderes do esporte que eles praticam, que atuam como consultores na escolha do produto, seja para clientes iniciantes ou para experientes no esporte.

É nesse ponto, a informação, que está centrada nossa engrenagem, desenvolvida para promover a experimentação de produto e criar experiências emocionantes, fundamentais para que quem compra tenha a certeza de que está fazendo a escolha certa – de uma maneira cada vez mais simples e rápida.

Sarah Bouvil, Diretora digital and customer happiness da Decathlon 

Temos, ainda, o compromisso de falar sobre esporte para esportistas. Por isso, mantemos líderes de esporte também nas plataformas digitais, que são chamados para o jogo a cada experiência online, em redes sociais ou e-commerce, prontos para dar informação rápida e completa sobre inovações e produtos, práticas esportivas e exercícios ou mesmo sobre a cultura da empresa e carreira.

Por fim, a magia não estará apenas na tecnologia usada em nossas lojas, em nosso atendimento ou em nosso site, e sim como ela será vivenciada pelos nossos esportistas. O desafio é o de saber humanizar a informação e transformar marcas em pessoas dentro de comunidades, com uma comunicação humana, simples e direta. Como as que conquistamos em nossas melhores amizades.

Realmente pensando a fundo toda essa lógica construímos quase que inconscientemente não é mesmo? Deixe aqui sua opinião sobre o assunto e siga-nos nas redes sociais para ficar antenado em conteúdos criativos!!

 

FONTE INSPIRADORA DE CONTEÚDO:

https://www.consumidormoderno.com.br/2018/01/23/experiencia-varejo-relacoes/

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Abrir Whatsapp
Informações aqui
Olá, tudo bem? Se quiser informações sobre nossos serviços, clique abaixo para conversar conosco no Whatsapp.
Powered by